Medicina no Exterior

Medicina no Exterior

Buenos Aires é a melhor cidade para estudar na Ibero-América


Buenos Aires foi escolhida a melhor cidade para estudos universitários na Ibero-América, superando cidades como Madri, Lisboa e Barcelona.

A capital argentina já lidera há 5 anos no nível latino-americano de atratividade, mas pela primeira vez conseguiu superar gigantes de fala hispânica como Barcelona e Madri. Nenhuma outra cidade das top 50 cresceu tanto; chegando ao posto de 25º lugar global.

Mais de 61 mil estudantes internacionais chegaram a Buenos Aires em 2017, grande parte vindos de países europeus, mostrando mais uma vez a atratividade da capital argentina para estudar.

Confira a reportagem completa no jornal Clarín, clicando aqui.

Por que a Universidade de Buenos Aires é a melhor da América Latina?


No ranking mundial de universidades, a UBA ficou em primeiro lugar na América Latina e foi a única da região entre as 100 melhores do mundo. Melhor ainda, é a única gratuita entre as 100 melhores!

No ano passado, a universidade já tinha ficado no seleto grupo das 100 melhores do mundo, em 85º lugar. Agora subiu mais dez posições e se colocou em 75º lugar, a apenas um ponto do recorde latino-americano, da UNAM (México) em 2006. As autoridades da UBA atribuem o crescimento a dois fatores: primeiro, ao fato de que agora estão entregando a informação “de uma maneira mais organizada, de acordo com a forma em que os rankings pedem os dados”; e segundo, “por uma melhora real da universidade”.

Confira a reportagem completa sobre o sucesso da UBA no jornal Clarín, clicando aqui.

Argentina e Espanha reconhecerão títulos acadêmicos e UBA novamente entre as melhores do mundo


Boas notícias para quem estuda na Argentina:

- Foi firmado acordo entra Argentina e Espanha onde reconhecerão mutuamente os diplomas obtidos em ambos os países. Com isso, o diploma provavelmente também poderá ser utilizado em qualquer país da União Europeia, tendo em vista o Pacto de Bolonia, vigente deste 2010. Clique aqui para acessar a notícia completa.

- UBA novamente selecionada entre as melhores universidades do mundo: no ranking mundial QS de universidades, a UBA ficou em 86º lugar no mundo e 2º na américa latina, somente atrás da USP. Clique aqui e confira a notícia completa.

Nova regra facilita que diplomas de universidades estrangeiras valham no Brasil


Excelente notícia para quem estuda na Argentina: brasileiros que fizerem graduação ou pós-graduação no exterior levarão menos tempo para validar diploma.

O Ministério da Educação (MEC) anunciou que as novas regras determinam que pedidos de revalidação de diplomas de graduação ou de reconhecimento de títulos de pós-graduação obtidos no exterior devem ser analisados por universidades brasileiras em até 180 dias. As novas regras de validação dos documentos, que buscam desburocratizar e sistematizar os processos, foram publicadas na edição 14/12/2016 do Diário Oficial da União.

Confira a notícia completa clicando aqui.

Título universitário argentino poderá ter validade na União Européia


Excelente notícia para quem estuda na Argentina: está prestes a ser firmado um acordo entra Argentina e Espanha reconhecendo automaticamente os diplomas obtidos na Argentina no país europeu. Com isso, o diploma também poderá ser utilizado em qualquer país da União Européia, tendo em vista o Pacto de Bolonia, vigente deste 2010.

Confira mais dessa ótima notícia clicando aqui.

Mais informações sobre a Anasem, prova nos moldes do Revalida para estudantes de medicina formados no Brasil

Mais informações sobre a Anasem; prova similar ao Revalida, para estudantes formados no Brasil; no site do Ministério de Educação:

"As avaliações do segundo e quarto anos terão caráter formativo, indicando pontos fortes e deficiências. No sexto ano de curso, a prova seguirá os moldes do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) e os estudantes deverão atingir uma nota mínima para que possam se formar.
De acordo com o reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e coordenador da Comissão Nacional do Revalida, Henry Campos, a prova avalia o conhecimento teórico e as habilidades clínicas. “Existe uma nota de corte, como é feito no Revalida, e para o estudante exercer a profissão deverá passar da nota de corte”, explicou Campos. “A definição da nota de corte é feita por um painel de especialistas, a cada prova que estabelece qual seria o percentual de acerto esperado para um aluno considerado médio”, concluiu."

Confira a matéria completa clicando aqui.

Médicos formados no Brasil terão de fazer prova similar ao revalida


Boa notícia para quem estuda medicina na Argentina: médicos formados no Brasil também deverão fazer uma prova similar ao Revalida ao final do curso para obter o diploma médico, a partir de 2020. Assim, estudar medicina na Argentina ou no Brasil será praticamente similar, pois ambos formados deverão realizar o exame final para obter o diploma.

Confira a notícia completa no site do jornal Estadão, clicando aqui.

Brasileiros formados no exterior ficam todas as vagas restantes do Mais Médicos

Profissionais de saúde brasileiros com diploma no Exterior preencheram todas as 387 vagas remanescentes do atual edital do Programa Mais Médicos. Com isso, 100% da demanda dos municípios foi atendida sem a necessidade de convocar médicos estrangeiros. De acordo com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, os médicos brasileiros convocados nesta fase têm formação em países como a Argentina, Uruguai, Portugal, Espanha e Rússia. 

Confira a notícia completa clicando aqui.

Mais Médicos de 2015 não deve ter estrangeiros, vagas serão preenchidas com médicos brasileiros formados no Brasil e no exterior

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, anunciou que as 286 vagas restantes do Programa Mais Médicos 2015, para 197 municípios, estarão disponíveis para médicos brasileiros formados no exterior.

Também, pesquisa indica que 90% dos profissionais que atuam no Mais Médicos indicam o programa para os colegas.

Confira a notícia completa no site da revista Exame clicando aqui.